Fale com nosso Atendimento!

(81) 3132.5966 | (81) 3061.0818

Esqueceu a senha?

Detalhes sobre o lote

14º JEC

cód.: 30/2015

Presencial

Descrição do Lote

Processo nº 0016849-20.2012.8.17.8201 DEMANDANTE: CONDOMINIO DO EDIFICIO CANARIUS ADVOGADO(S): WILLYAM PONZI 8303 E VANESSA MATIAS DI WILLYAM PONZI OABPE 29035 DEMANDADO: João José Lima Meirelles PRIMEIRA HASTA PÚBLICA: Dia 23 de Abril de 2015, às 13h:00min, por preço igual ou superior ao da avaliação. SEGUNDA HASTA PÚBLICA: Dia 04 de Maio de 2015, às 13h:00min, pelo maior lanço oferecido, exceto o preço vil, entendido este como valor inferior a 30% da avaliação para bens móveis e 50% da avaliação para bens imóveis. Fica automaticamente transferido para o primeiro dia útil subseqüente ao ato, as mesmas horas, caso não haja expediente forense naquelas datas. LOCAL: Átrio do Juizado Especial, Av. Marechal Mascarenhas de Morais, 1919, Imbiribeira, Recife-PE. BEM(NS): Apartamento 402, do tipo A, localizado no 4º pavimento do Edifício Canarius, e sua fração ideal de terreno 0,0552, sito na Av. Beira Mar, n 4070, em Candeias, Jaboatão dos Guararapes, cujo prédio está edificado no lote nº 04, da quadra A, do loteamento Nossa Senhora da Conceição, Candeias, com uma área total de construção de 199,66m², sendo 117,50m² de área exclusiva e privativa, 82,16m² de área comum, apartamento composto de uma varanda, 1 sala, 03 quartos sociais, 2 banheiros sociais, 1 cozinha, 1 quarto e WC de empregada, área de serviço com lavanderia e uma vaga de garagem, com sua matrícula sob o nº14.707, às fls 50 do livro 2-CC-1. (Conforme Certidão de Imóveis do 1º Serviço Registral - Cartório de Eduardo Malta - Jaboatão dos Guararapes-PE) AVALIAÇÃO TOTAL: R$ 400.000,00 (quatrocentos mil reais) ÔNUS: Não existem informações nos autos. OBSERVAÇÃO: CONFORME REGISTRO DE IMÓVEIS A PROPRIEDADE É DE JOÃO JOSÉ DE LIMA MEIRELES, MARIA JURACY LIMA DE MEIRELES, WLADIMIR MONTEIRO SOARES DE MEIRELES FILHO, PRESENTADOS POR SEUS GENITORES WLADIMIR MONTEIRO SOARES DE MEIRELES E MARIA DE LOURDES TEIXEIRA DE LIMA, através da escritura pública de doação de bem imóvel, lavrada nas Notas do 5º Ofício, em 01/10/1987, devidamente registrada sob o n de ordem R-2, da matrícula n 32.418, as fls 69, do livro 2-FV-2, em data de 01.09.1988. LEILOEIRO: Diogo Mattos Dias Martins – JUCEPE 381. Tel.: (0**81) 3061-0818 | 81 9699-6535 www.inovaleilao.com.br | diogo@inovaleilao.com.br INTIMAÇÕES/ADVERTÊNCIAS: Ficam a parte executada João José Lima Meirelles, os demais proprietários MARIA JURACY LIMA DE MEIRELES, WLADIMIR MONTEIRO SOARES DE MEIRELES FILHO, PRESENTADOS POR SEUS GENITORES WLADIMIR MONTEIRO SOARES DE MEIRELES E MARIA DE LOURDES TEIXEIRA DE LIMA, devidamente intimados das datas designadas para a praça, caso não sejam encontrados para intimação pessoal. Excetuados os casos previstos em Lei, não serão aceitas desistências dos arrematantes ou alegações de desconhecimento das cláusulas deste Edital para se eximirem das obrigações geradas, inclusive aquelas de ordem criminal, na forma do art. 358 do Código Penal (“Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena – detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência”). BENS: Todos os bens serão alienados no estado de conservação que se encontrarem, não cabendo à Justiça Estadual ou ao Leiloeiro quaisquer responsabilidades quanto a consertos e reparos, ou mesmo providências referentes à retirada, embalagens, impostos, encargos sociais e transportes daqueles arrematados. Sendo a arrematação judicial modo originário de aquisição de propriedade, não cabe alegação de evicção, sendo exclusiva atribuição dos licitantes/arrematantes verificarem o estado de conservação, situação de posse e especificações do(s) bem(ns) oferecido(s) no leilão. Qualquer dúvida e/ou divergência na identificação/ descrição do(s) bem(ns) deverá(ao) ser(em) dirimida(s) no ato da hasta pública. CONDIÇÕES DA ARREMATAÇÃO: A arrematação será feita à vista pela melhor oferta. O valor do lanço vencedor poderá ser depositado em dinheiro ou em cheque em conta judicial, no prazo de 15 (quinze) dias contados da data do leilão. Nesse caso, o arrematante, no ato da arrematação, a título de caução, deverá pagar a importância correspondente a 20% (vinte por cento) do valor do lanço mais comissão de Leiloeiro de 5% (cinco por cento) que incidirá no valor de arrematação. No caso de inadimplência do arrematante, submeter-se-á este às penalidades da Lei, além da perda do valor da Comissão do Leiloeiro (art. 39 do Decreto n.º 21.981/32). O inadimplente também perderá o valor da caução e não será admitido a participar de outros leilões ou praças, nos termos do art. 695 do CPC. Ressalvados os casos previstos em Lei, não será aceita desistência da arrematação ou reclamação posterior sobre os bens. Em caso de remição ou acordo a parte executada deverá pagar 2% (dois por cento) sobre o valor atribuído ao bem na avaliação/reavaliação ou do débito, o que for menor, ou pagar comissão a nível de pro labore arbitrada pelo Juiz a título de ressarcimento das despesas do leiloeiro. Para os efeitos do art. 687, parágrafo 5º do Código de Processo Civil e de que, antes da arrematação e da adjudicação do(s) bem(s), poderá(ão) remir a execução, consoante o disposto no artigo 651 do Código de Processo Civil, bem como que poderá(ão) oferecer embargos à arrematação ou à adjudicação, dentro do prazo de 05 (cinco) dias após o Leilão. RECEBIMENTO DOS BENS ARREMATADOS: Caso não haja oposição de embargos ou adjudicação do bem, a expedição da Carta de Arrematação e/ou Mandado de Entrega dos bens arrematados será feita após o pagamento integral da arrematação e decorrido os prazos legais. E, para que chegue ao conhecimento de todos e no futuro ninguém possa alegar ignorância, expediu-se o presente edital que será publicado e afixado na forma da Lei.

Tempo para o Início do Leilão

0

Dias

0

Horas

00

Min

00

Seg

1º Leilão

Início do Leilão:
23 de Abril de 2015 - 13h00

Incremento:
R$ 5.000,00

Lance inicial em 1º Leilão:
R$ 400.000,00

2º Leilão

Início do Leilão:
04 de Maio de 2015 - 13h00

Incremento:
R$ 5.000,00

Lance Inicial:
R$ 200.000,00

Documentos

Informações

2382
0
625
R$ {M:VAL_AVALIACAO}

Último Lance

Detalhes sobre o lote

14º JEC
Átrio do Juizado Especial, Av. Marechal Mascarenhas de Morais, 1919, Imbiribeira, Recife-PE. - RECIFE-PE

Forma de Pagamento

CONDIÇÕES DA ARREMATAÇÃO: A arrematação será feita à vista pela melhor oferta. O valor do lanço vencedor poderá ser depositado em dinheiro ou em cheque em conta judicial, no prazo de 15 (quinze) dias contados da data do leilão. Nesse caso, o arrematante, no ato da arrematação, a título de caução, deverá pagar a importância correspondente a 20% (vinte por cento) do valor do lanço mais comissão de Leiloeiro de 5% (cinco por cento) que incidirá no valor de arrematação. No caso de inadimplência do arrematante, submeter-se-á este às penalidades da Lei, além da perda do valor da Comissão do Leiloeiro (art. 39 do Decreto n.º 21.981/32). O inadimplente também perderá o valor da caução e não será admitido a participar de outros leilões ou praças, nos termos do art. 695 do CPC. Ressalvados os casos previstos em Lei, não será aceita desistência da arrematação ou reclamação posterior sobre os bens. Em caso de remição ou acordo a parte executada deverá pagar 2% (dois por cento) sobre o valor atribuído ao bem na avaliação/reavaliação ou do débito, o que for menor, ou pagar comissão a nível de pro labore arbitrada pelo Juiz a título de ressarcimento das despesas do leiloeiro. Para os efeitos do art. 687, parágrafo 5º do Código de Processo Civil e de que, antes da arrematação e da adjudicação do(s) bem(s), poderá(ão) remir a execução, consoante o disposto no artigo 651 do Código de Processo Civil, bem como que poderá(ão) oferecer embargos à arrematação ou à adjudicação, dentro do prazo de 05 (cinco) dias após o Leilão

Histórico de Lances

                 
Nickname / PlacaOrigem IPData / HoraValor
Nenhum registro de lance.

* OBS: Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - Arts. 186 e 927 do Código Civil. Ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal.