Quinta, 19 de Setembro de 2019 / Olá visitante.

ÁREA DO
ARREMATANTE
Esqueceu a senha?

Mantenha-me conectado


Não tem cadastro?

cadastre-se agora
ÁREA DO
JUÍZ
Cód.: 098/2015
Presencial
imóvel no bairro do Derby
Leilão: 10 JEC - JUIZADO ESPECIAL
Local físico do pregão: Átrio do Juizado Especial, Av. Marechal Mascarenhas de Morais, 1919, Imbiribeira, Recife-PE. - RECIFE-PE
2 Leilão
02 /Out 13h00m
Total de lotes: 1
  • LOTE: 098.001

    INFORMAÇÕES DE ABERTURA
    Incremento: R$ 0,00
    Total de visualizações: 1496
    Total de Lances: 0
    Arrematantes homologados: 618
    Lance inicial: R$ 175.000,00
    Incremento: R$ 0,00
    1º Leilão: 22 de Setembro de 2015 às 13h00
    Lance inicial em 1º Leilão: R$ 350.000,00
    2ª Leilão: 02 de Outubro de 2015 às 13h00
    Lance inicial em 2º Leilão: R$ 175.000,00
    Localização: RECIFE/PE

Descrição detalhada

O Juiz de Direito Titular do 10 JUIZADO ESP.CÍVEL E DAS REL. CONSUMO DA CAPITAL - Turno da Tarde – Recife| PE, Dr. Paulo Henrique Martins Machado, no uso de suas atribuições legais, etc. Faz saber a quantos o presente EDITAL virem ou dele conhecimento tiverem que esta Vara levará à alienação em arrematação pública, nas datas, local e sob as condições adiante descritas os bens penhorados nos autos da ação a seguir relacionada: Processo nº 0032093-52.2013.8.17.8201 DEMANDANTE: CONDOMINIO DO EDIFICIO CELSIUS ADVOGADO: JERUSA ALEM VIEIRA DE MELO OAB/PE 11.902 DEMANDADO: PAULO MIRANDA EMPREENDIMENTOS LTDA PRIMEIRA HASTA PÚBLICA: Dia 22 de Setembro de 2015, às 13h:00min, por preço igual ou superior ao da avaliação. SEGUNDA HASTA PÚBLICA: Dia 02 de Outubro de 2015, às 13h:00min, pelo maior lanço oferecido, exceto o preço vil, entendido este como valor inferior a 30% da avaliação para bens móveis e 50% da avaliação para bens imóveis. Fica automaticamente transferido para o primeiro dia útil subseqüente ao ato, as mesmas horas, caso não haja expediente forense naquelas datas. LOCAL: Átrio do Juizado Especial, Av. Marechal Mascarenhas de Morais, 1919, Imbiribeira, Recife-PE. BEM(NS): 01 (uma) sala comercial n 801, localizada no Edf. Celsius, localizada a Rua Carlos Porto Carneiro, 190, Derby, Recife-PE, composto de sala e banheiro, com uma área útil de 84,57m², área comum de 43,11m², totalizando uma área de 127,68m² e correspondendo-lhe uma fração ideal de 0,059792 do terreno de marinha, onde assenta o Edifício, que se confronta pela frente com a Rua Carlos Porto Carreiro; pelo lado direito com a Av. Agamenon Magalhães; pelo lado esquerdo, com a casa n 156, da Rua Carlos Porto Carneiro; e, pelos fundos, com o lote 08, da Av. Agamenon Magalhães. Inscrito na Prefeitura sob o nº:10339035000368. Matrícula 36508, Registrado no segundo ofício de Registro de Imóveis do Recife-PE. Imóvel Hipotecado ao Banco Bradesco S/A. AVALIAÇÃO TOTAL: R$ 350.000,00 (trezentos e cinquenta mil reais) FIEL DEPOSITÁRIO DO(S) BEM(NS): Vera Barbosa Vieira LOCAL DO(S) BEM(NS): Rua Carlos Porto Carreiro, 190, Boa Vista, Recife-PE ÔNUS: Não existe informação nos autos. OBSERVAÇÕES: Existem outras penhoras relacionadas ao bem acima descrito, a seguir descriminadas: R-4 - mat. 36508 - Protocolo 171974, 11 Vara Cível do Recife, 25.07.2002, processo: 197078401-2; R-5 - mat. 36508 - Protocolo 226496, 14 Vara do Trabalho do Recife - 6 Região, 02 de Agosto de 2004, processo: 00928-2004-014-06-00-6; R-6 - mat. 36508 - Protocolo 345068, 10º Juizado Especial do Recife, 06 de novembro de 2014, processo: 0032093-52.2013.8.17.8201. LEILOEIRO: Diogo Mattos Dias Martins – JUCEPE 381. Tel.: (0**81) 3061-0818 | 81 9699-6535 www.inovaleilao.com.br | diogo@inovaleilao.com.br INTIMAÇÕES/ADVERTÊNCIAS: Ficam as partes e o CREDOR HIPOTECÁRIO, através de seus advogados, devidamente intimadas das datas designadas para as HASTAS PÚBLICAS, caso não sejam encontrados para intimação pessoal. Excetuados os casos previstos em Lei, não serão aceitas desistências dos arrematantes ou alegações de desconhecimento das cláusulas deste Edital para se eximirem das obrigações geradas, inclusive aquelas de ordem criminal, na forma do art. 358 do Código Penal (“Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena – detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência”). BENS: Todos os bens serão alienados no estado de conservação que se encontrarem, não cabendo à Justiça Estadual ou ao Leiloeiro quaisquer responsabilidades quanto a consertos e reparos, ou mesmo providências referentes à retirada, embalagens, impostos, encargos sociais e transportes daqueles arrematados. Sendo a arrematação judicial modo originário de aquisição de propriedade, não cabe alegação de evicção, sendo exclusiva atribuição dos licitantes/arrematantes verificarem o estado de conservação, situação de posse e especificações do(s) bem(ns) oferecido(s) no leilão. Qualquer dúvida e/ou divergência na identificação/ descrição do(s) bem(ns) deverá(ao) ser(em) dirimida(s) no ato da hasta pública. CONDIÇÕES DA ARREMATAÇÃO: A arrematação será feita à vista pela melhor oferta. O valor do lanço vencedor poderá ser depositado em dinheiro ou em cheque em conta judicial, no prazo de 15 (quinze) dias contados da data do leilão. Nesse caso, o arrematante, no ato da arrematação, a título de caução, deverá pagar a importância correspondente a 20% (vinte por cento) do valor do lanço mais comissão de Leiloeiro de 5% (cinco por cento) que incidirá no valor de arrematação. No caso de inadimplência do arrematante, submeter-se-á este às penalidades da Lei, além da perda do valor da Comissão do Leiloeiro (art. 39 do Decreto n.º 21.981/32). O inadimplente também perderá o valor da caução e não será admitido a participar de outros leilões ou praças, nos termos do art. 695 do CPC. Ressalvados os casos previstos em Lei, não será aceita desistência da arrematação ou reclamação posterior sobre os bens. Em caso de remição ou acordo a parte executada deverá pagar 2% (dois por cento) sobre o valor atribuído ao bem na avaliação/reavaliação ou do débito, o que for menor, ou pagar comissão a nível de pro labore arbitrada pelo Juiz a título de ressarcimento das despesas do leiloeiro. Para os efeitos do art. 687, parágrafo 5º do Código de Processo Civil e de que, antes da arrematação e da adjudicação do(s) bem(s), poderá(ão) remir a execução, consoante o disposto no artigo 651 do Código de Processo Civil, bem como que poderá(ão) oferecer embargos à arrematação ou à adjudicação, dentro do prazo de 05 (cinco) dias após o Leilão. RECEBIMENTO DOS BENS ARREMATADOS: Caso não haja oposição de embargos ou adjudicação do bem, a expedição da Carta de Arrematação e/ou Mandado de Entrega dos bens arrematados será feita após o pagamento integral da lance e decorrido os prazos legais. E, para que chegue ao conhecimento de todos e no futuro ninguém possa alegar ignorância, expediu-se o presente edital que será publicado e afixado na forma da Lei.

últimos lances recebidos

ver mais lances                    
valorusuário/placalocalidadedata/horário
Nenhum registro de lance.

OBS: Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - Arts. 186 e 927 do Código Civil. Ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal.