Fale com nosso Atendimento!

(81) 3132.5966 | (81) 3061.0818

Esqueceu a senha?

Detalhes sobre o lote

16º DE RECIFE-PE

cód.: 1090/2019

Presencial / Online

Descrição do Lote

Lote de Terreno Urbano sob o nº 08-D (oito dê), da quadra "F" pertencente ao Condomínio Privê Mont Everest, Chã Grande/PE.
Segundo Avaliador Judicial, o lote de terreno acima, apresenta 20,00m de Frente por 28,00m de fundos.
O Lote nº 08 (oito) da quadra "F", pertencente ao Condomínio Privê Mont Everest, Chã Grande/PE. Foi desmembrado em 12 (doze) lotes: 8-A; 8-B; 8-C; 8-D; 8-E; 8-F; 8-G; 8-H; 8-I; 8-J; 8-K; 8-L; O Tererno total mede 81,78m de frente, 141,04m de fundos, por 139,22m do lado direito; 117,69m do lado esquerdo. Perfazendo uma área total de 14.116,00m². Limitações: Frente, com Rua Projetada nº 07; Lado direito, com a Rua Projetada nº 09; Lado esquerdo, Rua projetada nº 08.

AVALIAÇÃO: R$ 70.000,00 (setenta mil reais)
MATRÍCULA: Cartório do 1º Ofício Serviço Registral e Notarial, Gravatá/PE, sob o nº 23.689

Tempo para o Início do Leilão

0

Dias

0

Horas

00

Min

00

Seg

1º Leilão

Início do Leilão:
11 de Fevereiro de 2020 - 13h00

Incremento:
R$ 500,00

Lance inicial em 1º Leilão:
R$ 70.000,00

2º Leilão

Início do Leilão:
18 de Fevereiro de 2020 - 13h00

Incremento:
R$ 500,00

Lance Inicial:
R$ 35.000,00

Documentos

Informações

183
0
692
R$ 70.000,00

Último Lance

Detalhes sobre o lote

16º DE RECIFE-PE
0042679-46.2016.8.17.8201
CONDOMINIO PRIVE MONTE EVEREST
SINEZIA MARIA BOTELHO DE LUCENA
Av. Marechal Mascarenhas de Morais, 1919, Imbiribeira

Forma de Pagamento

. DO PAGAMENTO DA ARREMATAÇÃO E COMISSÃO LEILOEIRO: O pagamento do preço deve ser realizado preferencialmente à vista ou, no prazo máximo de 15 (quinze) dias corridos, mediante caução idônea (art. 892, NCPC), no valor de 30% (trinta por cento) do lanço ofertado. OBSERVAÇÃO: a proposta de pagamento à vista prefere às propostas de pagamento parcelado que, somente serão admitidas, caso não exista qualquer lance à vista. (art. 895, §7º, NCPC). ** O parcelamento só é permitido para bens imóveis. 6.1. Caso não exista lance à vista, será admitido o parcelamento, por no máximo 30 meses, mediante o pagamento da caução, à vista de pelo menos 30% (trinta por cento) do lance; ATUALIZAÇÃO MONETÁRIA E MULTAS: a atualização monetária das parcelas pelo ENCOGE e a cominação de multa de 10% (dez por cento), para hipóteses de atraso no pagamento, incidente sobre a soma da parcela inadimplida com as parcelas vincendas (art. 895, NCPC); 6.2. No caso de parcelamento descrito no item anterior, ocorrerá, por conta do arrematante a hipoteca do próprio bem arrematado, se imóvel (art. 895, §1º, NCPC), como forma de garantia processual; 6.3. O Vencimento da parcela mensal é o dia 05 (cinco) de cada mês. (Se no dia do vencimento das parcelas não houver expediente bancário, o vencimento prorroga-se até o próximo dia útil.) 6.4. O(s) bem(ns) imóvel(s) alienado(s) parceladamente será(ão) transferido(s) com hipoteca em favor do CREDOR, cujos termos constarão da Carta de Arrematação, devendo ser registrada nas respectivas matrículas do Cartórios de Registro de Imóveis onde se encontram registrados os respectivos bens. O(s) arrematante(s) somente terão a liberação do gravame, após quitação total das parcelas pactuadas, com eventual multa pelo atraso, por ordem exclusiva do Juízo; 6.5. A comissão do leiloeiro será de 5% (cinco por cento) sobre o valor da arrematação (art. 884, parágrafo único, NCPC). 6.6. Depois de declarado pelo leiloeiro a arrematação, o arrematante terá o prazo de 24 (vinte e quatro) horas para efetuar o depósito dos valores referentes ao sinal/caução do lanço (ou pagamento integral) e comissão do leiloeiro. O recolhimento deverá se processar em guia/boleto específico, vinculado ao processo. A conta será aberta após a arrematação na Caixa Econômica Federal; O depósito da comissão do Leiloeiro será feito diretamente ao profissional em conta a ser informada.

Histórico de Lances

                 
Nickname / PlacaOrigem IPData / HoraValor
Nenhum registro de lance.

* OBS: Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - Arts. 186 e 927 do Código Civil. Ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal.